TEMA: ASSUMINDO COM RESPONSABILIDADE

TEXTO: JOS. 1:1-9

VERDADE CENTRAL: Todo investimento em liderança tem por finalidade o bom aproveitamento em tempo oportuno.

“Esforça-te, e tem bom ânimo, porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria.” (Josué 1:6)

INTRODUÇÃO:

Quando consideramos a trajetória de um discípulo que ingressa nas fileiras da Visão Celular percebemos que existe uma carreira proposta a ele que tem como meta a reprodução de uma liderança capaz de assumir as mesmas responsabilidades que foram assumidas em relação ao mesmo.
Estamos trabalhando para levantar líderes que respondam à expectativa do coração de Deus. Nunca foi problema para Deus ou para Jesus, se haveria ou não uma multidão que responderia a demonstração da graça revelada pelo plano da redenção. A revelação bíblica nos aponta a segurança da parte de Deus quanto a este ponto, o desafio sempre foi quem estaria disposto a ser cooperador com ele em seus projetos.
A Visão celular está fundamentada no princípio do discipulado por entender que desta forma estaremos respondendo a uma expectativa de Deus quanto aos trabalhadores para a sua seara.
Não podemos ter outra noção quanto ao propósito do discipulado a não ser este. Queremos que os discípulos comprometidos sejam apresentados diante de Deus como obreiros que não tem do que se envergonhar, que manejam bem a palavra da verdade e com responsabilidade, assumam a obra do ministério para a qual foram chamados a realizar.
Estamos trabalhando por um exército de ceifeiros que entrarão na seara do Senhor e farão a maior colheita da história.
Se esta é a nossa expectativa quanto aos discípulos que estamos formando nesta Visão, qual será então a expectativa de Deus a nosso respeito? O que dizer das expectativas geradas por nós nos corações daqueles que nos ouvem falar de uma terra prometida que precisa ser conquistada? Qual é a minha responsabilidade como portador desta mensagem?
Estar à frente de um projeto como este não é uma tarefa fácil para ninguém. Ter o desejo de realização é bem diferente de estar responsável por esta realização.
Gostaria hoje que você compreendesse que entre o desejo e a realização do mesmo existe um período em que Deus está preparando-o para que em tempo oportuno você esteja conduzindo a realização dos seus sonhos como lhe prometera.
Compreenda um pouco mais as posturas com as quais você deverá lidar afim de que não retrocedas, mas avances com toda a responsabilidade e sejas bem sucedido.

I. Lembrar das disposições passadas.
Texto: Números 14:6-9/ Josué 1:2, 6, 7,9
“... O Senhor está conosco, não os temais.”

Fico a me perguntar, diante da afirmação contida neste texto de Números, onde foi parar tal entusiasmo? O que ocorreu para que Deus viesse cobrar este ânimo de forma tão enfática tempos depois? O que aconteceu com aquele Josué determinado, seguro, ousado, ainda que diante de uma multidão pronta para investir contra a sua vida? Considere as palavras abaixo e veja se minhas inquietações e indagações têm ou não razão:
“levanta-te, pois agora... (v.2);
“Esforça-te, e tem bom ânimo... (v.6);
“Tão somente esforça-te e tem mui bom ânimo... (v.7);
“Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo, não te atemorizes, nem te espantes... (v.9)
Parece que o Josué de Números não é a mesma pessoa descrita na narrativa do livro que leva o seu nome.
Diante da morte do grande líder Moisés, responsável pela condução do povo até as proximidades da terra prometida, Deus se apresenta a Josué lembrando-lhe que a sua tarefa seria fazer o povo herdar a terra que havia sido prometida.
Na memória de Deus não ficou apagada aquela disponibilidade apresentada diante de todo o povo quando os 10 espias recuaram no ânimo e somente ele e Calebe permaneceram firmes no entendimento de que Deus seria com eles para herdarem a terra que com juramento havia sido prometida aos pais.
Julgamos que Deus também recuará, assim como arrefecemos no ânimo diante dos novos desafios, mas na verdade a ação de Deus é para nos fazer lembrar de que apresentamos uma disposição que recebeu da sua parte os devidos créditos e, na hora apropriada, seremos solicitados para aquilo que nos disponibilizamos.
Moisés já não estava à frente do povo, havia morrido. Isto por certo trouxe um abatimento ao coração de Josué que o servira com fidelidade ao longo de toda a sua vida, estando certo de que Deus era com o seu líder para a superação de todos os desafios a serem enfrentados na consolidação daquele projeto tão audacioso.
Houve em Israel um pranto de 30 dias, conforme nos relata Deuteronômio 34:8, é nesse tempo de prostração de todo o povo que Deus se apresenta a Josué, ordenando-lhe, como líder, a colocar-se de pé e assumir a responsabilidade pela conquista, recobrando as disposições anteriores que lhe legaram a função que devia ser levada adiante.
Ser discípulo nesta visão é um privilégio maravilhoso. Caminhar ao lado de líderes desbravadores como nosso Apóstolo René é precioso, mas todo este investimento de tempo e relacionamento tem o objetivo de nos capacitar para também realizarmos as tarefas que precisarão ser multiplicadas.
Ao te envolveres no discipulado proposto pela Visão Celular, uma meta esta apontada por ti mesmo ao declarares o ardor do teu coração pela conquista das multidões. Esta disposição apresentada diante de Deus está sendo trabalhada dentro do discipulado para que em tempo oportuno seja devidamente aproveitada diante de toda a demanda de uma multidão que precisará ser apascentada.
Deus vai te lembrar as disposições se você se esquecer. Josué foi lembrado com veemência. Por três vezes e não foi de forma carinhosa e delicada. Foi debaixo de ordem: “Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo...”
Meu conselho nesta hora é que na verdade não te esqueças das disposições apresentadas diante de Deus. Elas deflagram um processo de aperfeiçoamento que culminará no exercício de uma chamada específica diante do Senhor. Tenhas na memória os votos e as consagrações que foram apresentadas. Tua vida está sendo treinada para dares conta do que está por vir. Estejas preparado.

II. Lançar mão dos recursos disponibilizados.
Texto: Josué 1:5
“... Como fui com Moisés, assim serei contigo...”

Não bastasse ter que assumir a liderança de um povo tão desafiador em suas dinâmicas, pesava também sobre Josué a responsabilidade de substituir uma liderança forte como foi a de Moisés: ”E nunca mais se levantou em Israel profeta como Moisés, a quem o Senhor conhecesse face a face, nem semelhante em todos os sinais e maravilhas que o Senhor o enviou a fazer na terra do Egito, a faraó, e a todos os seus servos, e a toda a sua terra; e em tudo o que Moisés operou com mão forte, e com grande espanto, aos olhos de todo o Israel.” (Deut. 34:10-12).
Compreender as reações de Josué naquele momento não é uma tarefa simples. Julgar que em seu lugar não faríamos o mesmo, é agir com injustiça, levando em consideração que estamos num tempo em que já sabemos o fim desta história. Mas estes fatos permitiram que posicionamentos da parte de Deus fossem apresentados e que agora nos servissem de referência em nosso momento histórico de conquistas.
Para as inquietações de Josué, Deus se mostra tão prestativo como se apresentou primeiramente a Moisés. Revelando que a suficiência do grande Moisés repousou em todo o tempo na suficiência do Deus que era maior que seus limites e medos.
Moisés foi tudo quanto dele se diz por ter tido a compreensão que seu Deus era uma fonte de suprimento inesgotável para aquele que dele depende. Aos olhos humanos um homem fez tudo contra o poder do Egito, mas segundo a revelação do texto, Deus é quem opera através dos homens que fazem dele sua fonte capaz para toda conquista.
O bom ânimo perdido com a morte de Moisés estava sendo resgatado por Deus no coração de Josué, ao afirmar que a fonte provedora de todo o poder visto na vida de Moisés continuava disponível e estaria ao seu favor.
Perder um líder e ter que assumir as responsabilidades do mesmo é aterrorizante para muitos. Saber que existe um nível maior de liderança me aguardando a cada conquista de uma célula ou de uma geração é ter que lidar com novas faces de uma conquista que não é estabelecida gratuitamente. Isso pode levar a muitos a julgar que não estão aptos para esta responsabilidade. Mas o fato é que, se houver uma disponibilidade apresentada anteriormente, não há o que nos livre desta responsabilidade assumida. Só uma coisa nos faz estar firmes e correspondendo as expectativas de Deus a nosso respeito: lançar mão dos recursos disponibilizados.
A Visão Celular tem uma vocação para nos levar a níveis maiores de responsabilidade em nossa liderança. Saber estar preparado para cada momento deste evitará os constrangimentos vividos por Josué nesta narrativa. Como estás te preparando para os novos desafios da conquista almejada? Quais são hoje as referências da tua formação para fazer frente às demandas de um crescimento que está anunciado e assegurado por promessa da parte de Deus?
Se tivermos a certeza de que a fonte maior do nosso bom ânimo não faltará, temos que identificar em nossa estrutura os fatores limitadores que impedem a expansão de uma conquista.
Muitos líderes não se dão conta de que a falta do bom ânimo é também decorrente da falta de esforço para se adequar na superação dos novos desafios.
Bom ânimo e esforço fazem parte da agenda daquele que também tem em Deus uma fonte maior de capacitação.
Falta bom ânimo ao líder da Visão quando o mesmo querendo avançar em sua liderança percebe que seu discurso está empobrecido e já não alcança o coração do seu povo. Falta bom ânimo ao líder da visão quando o mesmo já não se sente a altura das habilidades de um povo qualificado. Falta bom ânimo para o líder que não consegue gerenciar as inquietações de uma multidão. Para este tipo de desânimo a receita é uma só: Esforça-te. Busque aprimoramento. Procure identificar as oportunidades de crescimento. Não evite o discipulado. Não corra do confronto. Permita ser alertado a respeito dos teus temores e descubra as fontes disponíveis para o teu crescimento, para assumires responsavelmente a tua liderança e levares uma multidão a mais sonhada das conquistas prometidas por Deus: a Canaã celestial.
CONCLUSÃO:

Lançar mão dos recursos disponibilizados demandará esforço, demandará iniciativas, demandará estar de pé e perceber que as justificativas apresentadas pela maioria não serão aceitas da parte a quem foi confiado responsabilidade para estar à frente dos demais.
Assumir firmemente os compromissos e com destreza buscar as qualificações exigidas para as disponibilidades apresentadas corresponderá melhor às expectativas que Deus está depositando em tua vida. Você faz parte de um grupo de líderes que no meio da sua geração apresentou a Deus uma disponibilidade de serviço diferenciada, com alvos desafiadores e adversidades grandiosas, mas ao mesmo tempo centrada em promessas que dão a segurança de estarem na direção do querer de seu coração. Por esta razão você hoje está investido no discipulado que te levará a pontos mais altos da sua liderança sem que te falte provisão do todo poderoso Deus que diante do teu esforço e obediência confirmará sobre ti as conquistas que te prometeu.

5 comentários:

Laerte Cardoso é o meu nome, disse...

Bem-vindo ao mundo dos blogueiros, Apóstolo das Nações. Sua contribuição é muito preciosa. Que o Senhor Jesus continue te inspirando com palavras abençoadoras.

Rosane Cajeron disse...

Amém! Somos parte da geração que verá nosso país aos pés do Senhor, e realmente temos que trabalhar para isso! Estamos muito felizes com nossa supervisão, e certos de que, com os discipuladores apaixonados que vemos hoje, nosso resultado será extremamente rápido e positivo!

Verlei disse...

Agradeço a Deus por mim e minha família de fazer parte desta geração que verá a nossa nação rendida aos pés do senhor Jesus, precisamos de, mas Homes como o Senhor (Ap.Wagner), Homes apaixonados por vidas e determinado na redenção da nossa nação, conte comigo....

Gil Telles disse...

Amado Apóstolo, fico feliz por andar com o senhor. Saiba que estamos dispostos a empenhar nossa vida pelo conquista na nossa nação!
Assim como diz seu estudo, temos que permanecer com um coração atento, mantendo as disposiçoes de conquista diante do Senhor.
obs.: jah usei seu estudo na celebração de domingo retrasado, thanks!
Um grande abraço pra essa familia linda! shalom.

Jorge disse...

Graça e paz apóstolo,que tremendo é poder acompañharlo no blog e tamben no sentido que sinalizam as mensagens,é imensuravel o efeito delas nas nossas vidas

Postar um comentário